O jantar de cada dia

Nossa rotina de jantar começa cedo e funciona assim: logo depois de almoçar, o Marcos me manda uma mensagem, dizendo o que ele comeu.

As vezes estou em uma reunião e chega uma mensagem dele: “Salmão teriyaki”, ou “Wrap de falafel”. Pronto, fui notificada!

Baseado no que ele comeu no almoço, eu decido o que vai ter para o jantar.

Estamos tentando ser mais saudáveis, então esse foi o jeito que encontrei de “controlar” a alimentação dele, sem impedi-lo de comer o que ele gosta.

Mas isso só funciona porque, como todo bom londrino, a gente vai ao mercado todos os dias depois do trabalho, para comprar os ingredientes do jantar.

Sim. Todos os dias. Mercado. Depois do trabalho. Para comprar os ingredientes do jantar. Como a grande maioria dos Londrinos fazem.

Isso tem uma consequência engraçada. Como as pessoas normalmente estão no mercado só para comprar poucas coisas, que serve só para cobrir o jantar e talvez o café da manhã do dia seguinte, elas se acostumaram a não usar as cestas de compra.

Imagine: você chega no supermercado (relativamente cheio) entre as 17:15 e 18:00 e você vê as pessoas carregando os mantimentos nos braços. Parece um filme de zumbi (ou algo assim…)!

E não importa o que estão comprado: dois tomates, uma lata de atum e uma cebola. Pronto. Pegou, levou para o caixa. Sem cestinha.

Vai fazer um macarrão? Uma caixa de spaghetti, molho de tomate, queijo parmesão. Ajeita tudo na mão e segue para o caixa.

No começo eu achava estranho. E demorei para me adaptar: ou sobrava muito espaço na cesta ou eu não pegava a cesta e não conseguia equilibrar tudo o que comprava só com braços.

Hoje já estamos mais experientes. Quando entramos no mercado, Marcos já me pergunta: “Precisa de cesta”? Ali já decidimos o tamanho da compra.

E eu nem me lembro quando foi a última vez que pegamos o carrinho de compras! (Para as compras do Natal, talvez?)

Pegar a cesta de compras faz parte de um outro truque: com ela garantimos que só compraremos o que conseguiremos carregar.

Lembre-se: não temos carro, não pegamos Uber, nem táxi… então as compras tem que caber também na nossa força, já que tudo voltará para casa a pé, carregado pela gente.

Isso também nos ajuda a saber quantas sacolas vamos precisar. As sacolas aqui são pagas (£0.05), então todo mundo carrega uma sacolinha na bolsa ou na mochila para evitar pagar os centavos de Libra quando vai ao supermercado (ou qualquer outra loja). As vezes eles carregam as compras na própria mochila, sem frescura.

Antes eu achava desnecessário, poxa são só alguns centavos. Até um dia que calculei errado e tive que carregar algumas das compras dentro da minha bolsa. Não julgo ninguém mais desde esse dia…

Anúncios

2 comentários em “O jantar de cada dia

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: