Viagem de trem

Final de semana passado viajamos de trem. Eu adoro viajar de trem.

Dessa vez fomos a Paris. É a segunda vez que vamos a Paris de Eurostar, a companhia de trem que faz a conexão direta Londres-Paris em um pouco mais de duas horas.

A primeira vez que viajamos, compramos as passagens por £29 cada trecho. É relativamente caro. Já comprei passagem de ida e volta para Copenhagen, na Dinamarca, por £35 e para Berlin, na Alemanha, por £43.

Mas viajar de avião tem um custo que as vezes chega a ser mais caro que a própria passagem: chegar e voltar do aeroporto. No caso do trem, esse custo já é mínimo – ou às vezes já está pago, se você tem um cartão mensal do metrô, por exemplo.

Como a maioria dos terminais de trens internacionais são bem localizados e centrais, é super fácil chegar de metrô, ônibus ou até mesmo de táxi.

No caso da Eurostar, que fica na Estação St. Pancras (que teve seu prédio eternizado pelo filme do Harry Potter e é imagem que ilustra o post de hoje), há seis linhas de metrô que te deixam direto na estação. Mais fácil impossível.

Uma vez na estação, todo o procedimento é bem parecido com o de uma viagem de avião: tem carrinho para as malas na entrada, tem anúncios no auto-falante, tem painel mostrando os horários e os portões de embarque – no caso aqui, as plataformas.

Para chegar até o trem você também tem que passar por uma inspeção de segurança, que involve raio-x das malas e pela imigração, assim como em um aeroporto.

A imigração dos dois países são feitas juntas, no local de origem do trem. Ou seja, se você está embarcando em Londres, você já se apresenta para imigração de saída da Inglaterra e de entrada na França ainda em Londres.

Mas não se engane: isso não significa que a imigração é mais fácil. Eu já tive que responder perguntas “pegadinhas” voltando de Paris para a imigração da Inglaterra, mesmo apresentando meu cartão de residente…

As inspeções de segurança e imigração são normalmente iniciadas uma hora antes do horário previsto para a saída do trem. Depois disso você esperará o anúncio de sua plataforma em uma sala de embarque.

Quando a plataforma é anunciada pelo alto falante e o embarque é liberado, todo mundo corre para o trem. O trem sai religiosamente no horário, então não dá para vacilar.

O seu cartão de embarque trará a indicação do seu assento e em qual vagão ele está localizado.

Uma das coisas complicadas é que suas malas estarão com você o tempo todo, não há despacho. Então você tem que administra-las (e torcer para achar um bom espaço na entrada do vagão para deixá-las, caso sejam grandes).

Uma vez acomodado, você pode curtir sua viagem! A maioria dos trens hoje tem tv e Wi-Fi gratuito. Há também bares em alguns vagões (o serviço de bordo só virá até você se estiver viajando de primeira classe, caso contrário você terá que ir até ele).

Mas o que mais me atrai nessas viagens são as paisagens. Enquanto em um avião a maior atração pela janelinha é a decolagem e o pouso, no trem você tem a paisagem te acompanhando o tempo todo.

E tudo isso sem turbulência…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: